1993/05/31

0971 Dissertation about Priscilla

...Is that I can't describe
The exact proportion of her lips,
Nor the precise color of her eyes.
I'm sure that you need to see her
To know about I'm speaking
Because when I’m front her face
My pains are like the fog
That disappears with the blast
Of morning’s wind.
My aches can't be with her.
If her lips don't were
How God polished in make it
Would be very difficult breathe to me.
I can affirm
That for rare time the beauty
Is able to compound in one soul
How has made with her.
For this my fears and woes
And the most lamentable of my existence
Is a foolish beside her
Because if she weren't exist
I should be the most damned and miserable
Of people all around the world.
Is a blessing to perceive her eyes
And self delight front her lips
And although I can't describe
The only one beauty of her face
I guarantee that you have to see her
To know about I'm speaking.

0970 A saudade no coração

Só fica a tristeza nos olhos
E a saudade no coração
Quando eu vejo você partir
Longe do meu lado
E não posso mas que desejar
Que você volte para ser em mim
A deusa que foi
Quando era o tempo de amar
Não hesite em voltar
Porque meus braços estarão
Abertos de par em par
Na lastimosa espera
De seu corpo de bela moca
Quando eu vejo você
Sair fora da minha vida
Não dá para mais
Nos meus namorados olhos
Que para a grande tristeza
E a saudade fica no coração
Como se fosse o sangue
Que preciso para viver.

0969 Cuando emane el mana

Con la miel que se encuentra
Debajo de tu lengua
Voy a construir un castillo
En tu boca de niña-virgen
Y no dejaré de besarte
Hasta que desesperada murmures
Que ya no puedes soportar más
Porque el placer esta al punto
De hacerte enloquecer
Y cuando enloquezcas te ataré
A las rejas de mi razón
Para que sin ninguna razón
Tu me hagas enloquecer
Del mas exagerado placer
Y cuando emane el mana
De tus pechos encendidos
Como un volcán erupcionado
Voy a poseer tu cuerpo
Y no dejaré de amarte
Hasta que desesperada murmures
Que ya no puedes soportar mas
Porque el placer esta al punto
De hacerte enloquecer
Del mas exagerado placer.

0968 Chronicle about Priscilla

Her eyes are like coffee
That of a despairing way
Drug me until drive me mad.
Is so free and nice like the wind
Sometimes smooth and sometimes impetuous,
Front she my spirit fall in love
And my legs weak it.
I dream a lot having her
Exclusively among my arms
The area of her mouth
Make drunk the most moderate
And her smooth voice distorted
All another sound’s waves.
The most exciting of her body
Is located in her chests
She can fill in my life
Of better that exists in the world.
My eyes take pleasure
To see her waist and her hip
Because is so well-shaped
That if I weren’t near of her
My life wouldn't have importance.
If somebody forbid me her figure
I'm able to make me a hara-kiri
Because she’s really is special
Although is not an immaculate saint.
Because don't has an aureole
But nowadays I love her with insanity
That in this case is the matter.
My love for her is so big
That I know will survive
And will stay engraving on her heart
And in the chronicle of time and space.

0967 Chiacchiera Su Priscilla

Non è perché la sua bocca delicata
Rispetta precisamente con perfezione,
Né per i suoi occhi di colore caffè
Né per lo splendore della sua occhiata.
Non è perché la sua voce melodiosa
È superiore al bisbigliare di un angelo,
Nemmeno perché le sue mani
Sono così soffice che trasudano miele.
Non è per la grazia suprema
Della sua andatura ritmica,
Non anche per il suo corpo di scultura.
Non è perché la sua pelle femminile
È più bella che la porcellana,
Né perché i suoi denti e unghie
Sembrano l'avorio più puro,
Nemmeno perché il suo petto
È stato disegnato con le regole precise
Della più perfetta simmetria,
Neanche perché le sue gambe
Sono così bene forgiate.
Non è per le sue misure precise,
Né perché la sua anca è sensuale.
È perché l'amo
E la miglior mostra che l'amo
È continui amarla come l'amo.

0966 Clearance about Priscilla

If I were a painter
Of a renamed fame
I should paint a secret garden
Without forbidden apples
And with the jauntiness of your lips
I should paint heavenly landscapes
And should be able to play
To the Russian roulette
For obtain
A kiss of your mouth.
If I were a painter
With a renamed fame
I should paint a secret paradise
And should put it your name,
In your smile’s honor
For thus change it
For only one of your kiss
And if somebody judge this
And at end condemn
The masterpiece that I make
With the color of your smile,
That incarcerates me in your mouth
Because if I’ll be beside your lips
Is better prisoner than free,
Because when is necessary
In any suburb of the world
Speak concise and exactly
Of the most high beauty
The first word to pronounce
Imply you beautiful smile.

0965 Referência sobre Priscilla

Quando estou no seu lado
Meu espírito pode descansar
Porque tem graça sua beleza
Dum extremo ao outro,
Somente com percorrer
Com meu olhar seu rosto,
Minha alma pode-se adoçar
E minhas saudades e lamentos
E minhas absurdas depressões
Dissipam-se instantaneamente
Só com sentir suas carícias
Sobre meu espancado corpo,
E ao contato de sua voz
Com meu labirinto do ouvido
Pareço voar no céu.
Com ela posso navegar
Até as águas tranqüilas
E ali repousar pacificamente
Com seu corpo como almofada.
Eu não sei o que ela sente comigo
Mas sei que se é mesmo
Poderíamos juntos formar
A melhor união do mundo
Porque com ela posso sonhar
Quando estou acordado,
E daria minha alma sem hesitar
Para fazer-lhe sentir
O que eu sinto quando estou com ela.
Ninguém tinha-me compreendido
Como ela faz
Daí que hoje esteja
Tão aferrado à magia
Que flui de sua pessoa.

0964 Relato sobre Priscilla

Hoje a vi, e seu cabelo parecia
Uma queda de água suspensa
Pelo Artífice das cosas todas,
Não podia crer que ainda a amasse,
Mas quando a tive frente a mim
Quis tê-la entre meus braços
E seduzi-la junto ao meu peito
E beijá-la em seus doces lábios,
Tive que conter meus impulsos
E ocultar com valor meu nervosismo
Para não cair fulminado
Pela beleza que tinha,
E que parecia ter tirado
Dum longe cofre segredo,
Contive meu hálito e suspirei
Estava mais bonita do que nunca
E sua costa era precisa
No que a beleza se refere,
Estava branca e delicada
Suave, viçosa e melhor formada,
Tive que morder meus lábios
Porque mesmo a tivesse frente de mim
Não podia crer que fosse ela,
Porque estava tão bonita como um espírito
Que busca um corpo para possuí-lo,
Sua voz pareceu-me um cântico
Desses que sussurra a natureza,
Estava magra sua figura
E tinha crescido seu cabelo
E assemelhava uma queda de água
Suspensa milagrosamente
Pelo Artífice das cosas todas.

0963 Narração sobre Priscilla

Oh minha grande imaginação
Que permite-me recorrê-la
Como se fosse um país!
E após de ver acabada
Minha longa e prazenteira jornada
Tenho que dizer que é preciosa
Eu escapei por seus artelhos
E subi por suas pernas de fêmea
Até chegar a suas sensuais cadeiras
E caminhava tão abstraído
Na beleza que observava
Que não percebi minha queda no seu umbigo
Após de levantar-me extasiado
Volvi ao meu empedernido caminhar
Até chegar à cima do prazer
E provei da calda de açúcar do meu recorrido
Logo rodei por seus ombros
Até acariciar levemente seu pescoço
E foi tanto o estimulo do meu corpo
Jogado sobre sua silhueta
Que a imaginação obrigou-me
A narrar com pontos e vírgulas
Sua precisa e exata proporção
Além de todo o recorrido
Pude chegar até seus vermelhos lábios
E bebi da água da vida
Caminhei logo por suas maças do rosto
E mergulhei meu corpo em seus olhos
E perdi minha consciência no seu interior
Quase fiquei morto pelo prazer
E só com o hálito convincente
Para ao final narrar no meu diário
Que em seu corpo está incrustado
Duplamente o paraíso.

0962 Solilóquio sobre Priscilla

Sua mirada é mais penetrante
Do que o mar bravo na praia
Quiçá por seu forte cor café
Ou pela expressão de sensualidade
Com a que sempre olha para mim
Desde meu ponto de vista acho
Que ela é o ponto de partida
Onde começa a beleza
E em seu rosto docemente ameninado
Conjuga-se o paradisíaco
E pode persuadir com seus lábios
Mesmo à soberbia teimosia
Além de que sua rica voz
É muito mais refrescante
Que o água fria no deserto
Acho que é muito boa
Porque deixa-me refrescar a alma
Quando me olho em seus olhos
E porque seu corpo é preciso
Para encher minhas carências
Porque todas minhas funções básicas
Estão descritas e conteúdas
Em seu ameninado rosto de mulher
Por isso acho que é superior
Às demais mulheres da terra
Porque é precisa a meu gosto
E porque além de sua beleza
Tem todas as qualidades
Duma mulher sedutora, atrativa e perfeita.

0961 Panegírico sobre Priscilla

Como negar que é divinal
Se uma auréola de luz branca
Rodeia seu corpo quebradiço de mulher
Como negar que é angelical
Se no meu obscuro pensar
Não há nada superior
Que possa perturbar a opinião publica
Como podem fazê-lo seus lábios
Entre os quais se acha
O segredo da panacéia universal
Como negar que é altíssima
Se o misticismo de sua romântica voz
Atrai-me e seduz-me loucamente
Sempre se adoça minha alma
Quando lembro seu radiante rosto
E não posso negar suas virtudes
De mulher atrativa e encantadora
Tenho-me dado conta da sua divindade
E desde então consagro-me a sua veneração
E tenho-me convertido em Priscilleo
Porque é a você a quem eu amo
Por você minha vida tem existência
E é você a quem eu adoro
Porque é como santa imaculada
O como a Virgem Aparecida
Cheia de virtude angelical
Creio em você, e fielmente vou seguir
E a capa e espada defenderei esta fé
Porque acho que você merece
Algo superior a um templo
Como o que tem na sua honra
Uma tal Diana de Efeso.

0960 Influénciame

Influénciame con tus besos
Y haz cambiar mis pensamientos
Con la fuerza de tus labios
Haz que mi cuerpo mismo
Se transmute y pueda ser
Lo que deseas que sea
Para que te pueda mar
De forma incondicionada
Yo soy capaz de fluir
En todos tus espacios
Como si fuese mi ser
Un gas o un líquido
Podría si así lo deseas
Ser la savia que recorra
Tus nortes y tus sures
Y si quieres puedo ser
La sustancia adiposa
Que recorre tus huesos
Tan solo bésame
Y verás como mi ser
Se desvanece en el aire
Como un etéreo elemento
Que se disuelve en la atmósfera
Influénciame con tus besos
Y haz mudar mis sentimientos
Con la fuerza de tus labios.

0959 You would love me

Are you giving some hope to me
Or saying with your gestures
That you wouldn’t love me?
Don’t be indifferent
With my feelings
Because my love for you
Is so big
Like the mountain Everest
And my life is hanging
On your decision
If you can understand
My situation in front of you
If you can see
The tears of love
That falls over my body
Like the rain that fall over the earth
You would love me.

0958 Um milhão de corações

Você foi para mim como o pão
Que eu gosto de manhã
Você foi para mim a mão
Que mudou minha vida vã.

Porque você abriu a janela
Que mantinha-me em solidão
Você trouxe-me uma estrela
E assim quebrou a escuridão.

Que estava fazendo minha alma
Tão desgraçada e lamentosa
E após com sua grande calma
Mudou minha vida a momentosa.

Por isso eu quero lhe dizer
Com a mais forte das paixões
Que se tivesse-os no meu ser
Dar-lhe-ia um milhão de corações.

0957 Como marca de fábrica: tu nombre

Aunque no tengo joyas costosas
Con las cuales impresionarte
Para que caigas a mis pies
Rendida ante la demostración
De mi mejor amor
Se que tu me amaras,
Porque yo tengo en mi interior
La excelsa crema y nata
De mis sentimientos
Para ofrendártelos
Con los ojos cerrados
Porque se que me amaras
Porque tengo en mis dedos
El poder de realizar
Tus sueños más encumbrados
Y puedo con mi amor
Encender y dilatar de placer
Tus pupilas femeninas
Porque el mas caro sentimiento
Que pude comprar
En todo mi vasto universo
Lleva como marca de fábrica:
Tu nombre.

0956 Polvo de fierro y magnetita

Y yo gira que gira
En el contexto de tu cuerpo,
Asemejándome a una luna
Que para poder sobrevivir
Precisa girar a tu lado,
Atraído por la influencia
Que ejercen tus ojos café
A mi cuerpo y mis sentidos,
Como si fuese un tiovivo
Que gira alrededor de su eje,
Así estoy yo por ti,
Porque eres la piedra angular
De mis sueños y utopías,
Eres como la música culta
A un oído educado
Y me tienes atrapado
Como si mi ser entero fuese
Polvo de fierro
Y tus ojos hechos de magnetita
Me seducen y reducen
A parecer un insecto
Atraído sin control
Al color y el olor
De los pétalos que encierran
Tus ojos de color café.