1994/05/31

1288 Yon lòt kè nan lespri mwen

Ou rete toujou nan tèt mwen
Ap kout kouman si ou ta se
Yon lòt kè nan lespri mwen
Chak pawol ki ou di
Se pa mwen
Kouman yon reg pou viv
Paske mwen konne
Ki ou pral renmen mwen
Kouman mwen pral renmen ou sans bliyè.
Mwen kounye a kouman yon sou
Malgrè mwen pa bwa anyen
Ak se pou bel ko ou
Pou sa a mwen pwepare pou ou
Paske kò mwen ak ke mwen
Se kounye a kouman yon machin
Ki bezwen bo yo ou
Paske ou pral se toujou
Nan tèt mwen
Ap kout kouman si ou ta se
Yon lòt kè nan lespri mwen
K ap mouri pou renmen ou anpil.

1287 Un altro cuore nella mia anima

Tu sei sempre nella mia testa
Battendo come se tu fosse
Un altro cuore nella mia anima
Ogni parola che tu dici
È per me
Come la regola vivere
Perché io so perfettamente
Che tu mi amerai
Come io t'amerò senza dimenticarti.
Ora sono come un ubriacone
Senza avere bevuto qualsiasi cosa
Ma questo è per la tua meravigliosa figura
Per quella ragione sono pronto per te
Perché il mio cuore e la mia testa
Sono adesso come una macchina
Che ha bisogno dei tuoi baci
Perché tu sempre sarai
Nella mia testa
Battendo come se tu fosse
Un altro cuore nella mia anima
Che sta morendo di desiderio per te.

1286 Another heart inside my soul

You are always in my head
Beating as if you were
Another heart inside my soul
Each word that you say
It is for me
As the rule to live
Because me perfectly know
That you will love me
As I will love you without forget you.
Now I am as a drunkard
In spite of not having drunk anything
And it is for your wonderful figure
For that reason I am ready for you
Because my heart and my head
They are now like a machine
That need of your kisses
Because you will always be
In my head
Beating as if you were
Another heart inside my soul
That is dying of desire for you.

1285 Outro coração dentro de minha alma

Você está sempre na minha cabeça
Batendo como se você fosse
Outro coração dentro de minha alma
Cada palavra que você diz
É para mim
Como a regra para viver
Porque eu sei perfeitamente
Que você me amará
Como eu sem esquecer vou amar você.
Eu estou agora como um bêbedo
Apesar de não ter bebido nada
E é por sua figura maravilhosa
Por isso eu estou pronto para você
Porque meu coração e meu corpo
Estão agora como uma máquina
Que precisam de seus beijos
Porque você sempre estará
Em minha cabeça
Batendo como se você fosse
Outro coração dentro de minha alma
Que está morrendo de vontade por você.

1284 Otro corazón dentro de mi alma

Tú estás siempre en mi cabeza
Latiendo como si fueses
Otro corazón dentro de mi alma
Cada palabra que tú dices
Es para mí
Como la regla para vivir
Porque yo perfectamente se
Que tú me amarás
Como yo te amaré sin olvidar.
Ahora estoy como un borracho
A pesar de no haber bebido nada
Y es por tu maravillosa figura
Por eso estoy listo para ti
Porque mi corazón y mi cabeza
Están ahora como una máquina
Que precisan de tus besos
Porque tú siempre estarás
En mi cabeza
Latiendo como si fueses
Otro corazón dentro de mi alma
Que está muriendo por ti.

1283 Ein andere Herz in meiner Seele

Du bist immer in meinem Kopf
Schlagend, als ob du warst,
Noch ein Herz in meiner Seele
Jedes Wort, das du sagst,
Es ist für mich
Als eine Regel zu leben
Weil ich vollkommen weiß,
Dass du mich lieben wirst,
Als ich dich lieben werde.
Jetzt bin ich als ein Trinker
Trotzdem habe ich nichts getrunken
Und es ist für dein wunderbar Figur
Für das bin ich fertig für dich
Weil mein Herz und mein Kopf
Ist jetzt wie eine Maschine
Das benötigt deiner Küsse
Weil du immer sein wirst,
In meinem Kopf
Schlagend, als ob du warst,
Noch ein Herz in meiner Seele
Das stirbt von Wunsch für dich.

1282 Liberdade, igualdade e irmandade

O que será que está acontecendo
Com minha América preta
Que quer dançar nas ruas
Mais que não pode
Porque os policiais estão gritando
Aos quatro ventos
Proibido dançar
Mais o povo não é muito ingênuo
E vai dançar nas suas casas
Ou nos seus corações vai explodir
A chama da desobediência
Como se fosse um leão
Como suas liberdades afastadas
Do seu alcanço
Porque quando o povo tinha
Todas as respostas da vida
Foram mudadas todas suas perguntas
O que está acontecendo agora
Com minha América preta
Que quer dançar nas ruas
Sem pensar no tempo
Porque faz muito tempo
Que este povo morre da fome
De gritar a todo o mundo:
Eu sou livre como o vento
Que não conhece de fronteiras
E que quer para ele
Liberdade, igualdade e irmandade.

1281 Libète, egalite ak fwatenite

K ap pase kounye a
Avek Amerik nèg mwen
Ki vle danse nan lari yo
Men ki pa kapab
Paske tonton makout ap kriye
Nan tout moun
Ou pa gen pèmis pou danse
Men pèp la pa anpil fran
Ak pral danse nan lakay yo
Mem nan kou nou yo pral eksploze
Limye obey la
Kouman si ta yon lyon
Avek pa gen libète yo
Pou li
Paske lè pèp la te gen
Tout reponn lavi a
Te chanje tout kesyon yo
K ap pase kounye a
Avek amerik nèg mwen
Ki vle danse nan lari yo
San panse sou tan
Paske te fe anpil tan
Ke pèp sa a gen grangou
Pou kriye pou tout moun
Mwen se plis lib pase lespri a
Ki pa kapab konne fwontye
Ak ki vle pou li mem
Libète, egalite ak fwatenite.

1280 Como os cavalos selvagens nas pradarias australianas

Se eu pudesse ser tão livre
Como os cavalos selvagens
Nas pradarias australianas
Seria tão feliz e afortunado
Como nenhum mortal da terra
Porque então sem censuras
Poderia amar você
Desde a saída do sol
Até a subida da noite
E mesmo ao contrario
Porque as vontades reprimidas
De querer você sem reprimendas
Estão fazendo da minha vida
Uma corrente corrompida
Pelo salitre do tempo
Porque se eu pudesse ser tão livre
Como os cavalos selvagens
Nas pradarias australianas
Estaria na disposição
De começar a dizer que não
A meus utópicos sonhos
De ver você junto a mim
Porque tenho me voltado
Tão dependente de você
Como os ursos coalhas
O são dos eucaliptos
Juro você que se eu pudesse
Sentir-me tão livre
Como os cavalos selvagens
Nas pradarias australianas
Seria tão feliz
Como nunca ninguém jamais o foi
Mais a pesar disso
Eu vou continuar a amar você
Como os cavalos selvagens
Das pradarias australianas
Amam a sua liberdade.

1279 Como los caballos salvajes en las praderas australianas

Si yo pudiese ser tan libre
Como los caballos salvajes
En las praderas australianas
Sería tan feliz y dichoso
Como ningún mortal terrestre
Porque entonces sin censura
Podría amarte
Desde la salida del alba
Hasta la subida de la alborada
Y viceversa
Porque las ansias reprimidas
De quererte sin reproches
Están haciendo de mi vida
Una cadena corroída
Por el salitre del tiempo
Porque si yo pudiese ser tan libre
Como los caballos salvajes
En las praderas australianas
Estaría en la disposición
De comenzar a negar
Mis utópicos sueños
De verte junto a mí
Porque me he tornado
Tan dependiente de ti
Como los osos koala
Lo son de los eucaliptos.
Te juro que si yo pudiera
Sentirme tan libre
Como los caballos salvajes
En las praderas australianas
Sería tan feliz
Como nunca nadie jamás lo fue
Pero aún a pesar de eso
Yo voy a continuar amándote
Como los caballos salvajes
De las praderas australianas
Aman su libertad.