2016/08/06

3775 Como pétalas de flor ou asas de borboleta

E assim ao ver você
O que eu quero é
Que suas roupas
E minhas roupas
Foram se abrindo
Sobre os nossos corpos
Como pétalas de flor
Ou asas de borboleta.

Que caia
Nossa vergonha
Como cotilédone decíduo,
Simulando
Células mortas.

E poder abrir-nos
Ao esplendor
Da magia multicolorida
Da nossa nudez.

E assim ao ver-nos
O que eu quero é
Que seus abraços
E meus beijos
Foram se fechando
Sobre os nossos corpos
Como pétalas de flor
Ou asas de borboleta.
Publicar un comentario